Seja muito bem vindo(a) a AMAM  - 
 
 
 
 NOTÍCIAS
28/11/2018
Variados
MÉDICOS IGNORAM 4 MUNICÍPIOS DO PARÁ.
DIFICULDADES - Realidade do Estado preocupa a coordenação do Programa Mais Médicos.
 

DIFICULDADES - Realidade do Estado preocupa a coordenação do Programa Mais Médicos.

O s municípios de Faro e Curuá, na região do Baixo Amazonas, e Aveiro e Trairão, na região do Tapajós, ainda não foram selecionados pelos médicos brasileiros com CRM no Brasil para substituírem os cubanos pelo Programa Mais Médicos, segundo o último balanço divulgado pelo Ministério da Saúde, divulgado às 17h desta segundafeira. Para Faro estão disponíveis três vagas, para Curuá, quatro, para Aveiro, seis, e para Trairão, uma.

A situação do Marajó também preocupa a coordenação da Comissão Estadual do Programa Mais Médicos, pois há somente 40 inscritos para 74 vagas (51,4%). Para Melgaço, pior Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do Brasil, das sete vagas somente uma foi preenchida. Em Portel, ainda na Ilha do Marajó, das nove vagas existentes somente três foram escolhidas. Em São Sebastião da Boa Vista das cinco vagas os profissionais escolheram apenas duas. Em Bagre, com quatro vagas, houve uma escolha. Nos municípios de Afuá e Anajás são três vagas disponíveis e apenas uma foi preenchida. Das 28 vagas disponíveis para os quatro Distritos Sanitários Especiais Indígenas existentes no Estado havia 15 inscritos, até ontem. No Distrito do Tapajós das 11 vagas somente uma estava preenchida. No Distrito GuamáTocantins das oito vagas, sete estavam preenchidas e no Distrito Kayapó todas as quatro foram selecionadas. No Distrito de Altamira das cinco, três foram escolhidas pelos médicos inscritos. 

Fonte: O Liberal

Foto reprodução int.

 
  
 
« Voltar
 
 
Oeiras do Pará
 
Desenvolvido por:
Associação dos Municípios do Arquipélago do Marajó
End: Travessa 3 de maio, 2389
Cremação - Telefone: (91) 3213-8000