Seja muito bem vindo(a) a AMAM  - 
 
 
 
 NOTÍCIAS
01/02/2019
Variados
PRÉ-CARNAVAL
Ronaldo Silva estreia “CACHOEIRA PRATEADA” APOENA - Espetáculo promete uma noite dançante com roda de tambor mergulhado nos folguedos populares.
 

O cantor e compositor Ronaldo Silva (Arraial do Pavulagem) abre o pré-carnaval com o novo show “Cachoeira Prateada”, hoje, no Apoena, a partir das 22 horas. O evento traz a Belém a sonoridade musical da festividade de São Sebastião, de Cachoeira do Arari, no Marajó, onde o músico, por meio do Arraial do Pavulagem, promove há 11 anos o Cordão do Galo junto com a prefeitura, Museu do Marajó e Irmandade do Glorioso São Sebastião. Ronaldo promete uma noite dançante com roda de tambor mergulhado nos folguedos populares com marchas, frevos, banguês, folias, rojões, cumbias, merengues e salsas, todos autorais. Ele divide o palco com o Quinteto João Vianna, de Cachoeira do Arari, com as participações especiais de Júnior Soares (Arraial), Allan Carvalho e Bruno Benitez. O show também celebra os 61 anos de idade de Ronaldo Silva. Além de ter sido reconhecido como Mestre da

Cultura Popular Brasileira, pelo Ministério da Cultura, 2018 foi um ano de muitas colheitas profissionais para esse artista, que, junto com Júnior Soares, conquistou o Prêmio Grão de Música, em São Paulo, e participou da Mostra Nacional do Serviço Social do Comércio (Sesc). “A Festividade de São Sebastião é realizada há mais de 100 anos e foi reconhecida como Patrimônio Imaterial Brasileiro”, destaca Ronaldo. O pai dele nasceu eu Cachoeira do Arari, onde ele frequenta desde criança. “A gente teve a ideia de chamar o Quinteto João Vianna para mostrar para a galera de Belém como é a sonoridade do Cordão do Galo. Vamos reunir a comunidade do Marajó no Apoena”, destaca. “ Aquela região é cheia de ritmos interessantes.

Vai demorar um pouco para o Brasil descobrir o carnaval que é praticado no Marajó”. “O Marajó é a cena do carnaval alternativo que migrou para os interiores e estamos tentando trazer de volta, com músicas voltadas ao ambiente carnavalesco, com som instrumental de carnaval tradicional. O cordão do galo traz esse ritmo com linguagem contemporânea.” A Festividade de São Sebastião acontece todos os anos entre os dias 10 a 20 de janeiro, em Cachoeira do Arari, sendo marcado por três mastros (das mulheres, dos homens e das crianças), que são erguidos no início da programação e retirados no encerramento, além das canções regionais e dos brinquedos usados na folia. O Cordão do Galo acontece sempre no domingo que antecede a derrubada desses mastros. “Talvez seja a maior festa popular do Marajó”.

O Cordão do galo busca o fortalecimento da cultura da região e a aproximação com os municípios próximos. “Esta é a oportunidade de mostrar em Belém a sonoridade e algumas músicas que a gente fez para o Cordão de Galo. Vamos fazer uma espécie de baile de pré-carnaval com essa sonoriadde marajoara vai ser bem legal.”

Fonte: OLiberal

 
  
 
« Voltar
 
 
Oeiras do Pará
 
Desenvolvido por:
Associação dos Municípios do Arquipélago do Marajó
End: Travessa 3 de maio, 2389
Cremação - Telefone: (91) 3213-8000